Projeto Lontra

A Disney Cruise Line anuncia os itinerários para o outono americano de 2020 e me remeteu a experiência da mesma temporada no final de 2017.  Confesso que até embarcar no Disney Dream, no Porto Canaveral, na Flórida, eu não era muito fã de viagens em navios. Mas nada como uma experiência Disney para mostrar o que há de melhor em entretenimento e me fazer ver essas viagens com outros olhos. A Disney Cruise Line me fazer entender o que uma viagem de navio pode oferecer e como ser feliz nela. Além de, claro, subir a régua das exigências para os demais cruzeiros.

A começar do convite. Era uma viagem de trabalho, uma press trip, ou seja, uma viagem para jornalistas vivenciarem a experiência Terra e Mar da The Walt Disney Company. Em geral, esses convites são para uma pessoa mas, no mundo Disney, as experiências são em família. Então, para ser Disney, precisava ser perfeito. O convite foi para mim e um acompanhante, no caso, meu marido. Assim como para os outros jornalistas. Então foi uma viagem para famílias. E fomos recebidos como amigos pela Relações Públicas da Disney, Paula Hall, e pela então assessora de imprensa, Manuela Gentil, que agora trabalha lá em Orlando também.

O ritmo acelerado das press trips se manteve e foi muito legal para que meu marido conhecesse a realidade de trabalho dessas viagens – tudo muito, tudo rápido – o ótimo e o melhor no menor tempo possível. E assim utilizamos o serviço de visitas VIP dos parques da Disney. Uma guia nos levou para todas as novas atrações por trás das filas – até mesmo do fastpass. Comemos e bebemos nos melhores restaurantes dos parques, nos hospedamos em ótimos hóteis dentro do complexo e ainda ganhamos presentinhos que usamos até hoje, como uma garrafa de água que é companheira diária do meu marido. Tudo muito Disney.

E, enfim, Porto Canaveral para a segunda parte da experiência. Desde antes do embarque já estava impressionada com o aplicativo para passageiros. O embarque não era VIP. Era igual a de todos os passageiros – e foi rápido e simples.  Ganhamos uma cabine com varanda. E com colchão. Como assim, colchão? Porque não era só uma cama. Era uma cama que abraçava. Uma cama Disney. Talvez a melhor cama em que já tenha dormido na minha vida. E era um navio.

Daí para o restante da experiência nem preciso contar muito. Leia a matéria que escrevi na época no Brasilturis Tudo perfeito. Inclusive para quem não tem crianças há uma área exclusiva de adultos, bebidas all inclusive, atendimento em português nos restaurantes – que aliás são um capítulo à parte nos navios Disney Cruise Line. Se não quiser ser mais um na multidão, há alta gastronomia também. Para quem não gostava de navios, eu já estava pronta para uma travessia oceânica diante de tanto conforto, mordomia e atividades diferentes. E eis que surge uma ilha privada – a Casteway Cay (Ilha Gorda) nas Bahamas. Caribe com padrão Disney, como não amar?

Mas como pensar em sustentabilidade é algo que não se separa de mim, fiquei logo imaginando em como tudo aquilo impacta não só o meio ambiente, mas como influencia as pessoas. E em uma das noites do navio, uma grande festa no meio do oceano começou. A festa do Piratas do Caribe, com muitos efeitos especiais – entre eles fogos de artifício – como assim? Fogos de artifício em alto mar?

E foi aí que o Diretor de Comunicação da Disney Cruise Line, Jonathan Frontado, me contou que a Disney Cruise Line era a única companhia que tinha permissão para esse tipo de espetáculo. Que os fogos eram especiais, que não poluíam o oceano e que a companhia tinha políticas de preservação ambiental.  E que sustentabilidade era um imperativo comercial.

Turismo sustentável

A Walt Disney Company é uma das empresas mais conhecidas no mundo, então tudo o que leva o nome da companhia tem que refletir o compromisso de agir com ética, de criar conteúdo e produtos com responsabilidade, de manter locais de trabalho respeitosos, de investir em comunidades e ser gestores do meio ambiente. E essa é uma declaração assinada pela vice-presidente sênior e CFO da The Walt Disney Companny, Christine M. McCarthy, no relatório de Responsabilidade Sócio-Ambiental de 2018.

“Os consumidores estão cada vez mais procurando empresas para agir com propósito e para serem líderes em questões que são importantes para eles. Percebemos a importância de ancorar nossos compromissos de responsabilidade social corporativa nos negócios e no contexto operacional de nossa empresa. Não há dúvida de que o mundo em que operamos está passando por uma tremenda mudança ambiental, social e geopolítica”, afirma ela.

Nem sempre tudo está a vista dos clientes, mas aos poucos o que é gestão de bastidores começa a ser visto pelos clientes. Em 2018, a companhia adotou medidas ousadas no uso de recursos naturais. Houve redução de 6% no consumo de água comparados à linha base de 2013. Em julho de 2018, anunciaram que em meados de 2019, The Walt Disney Company eliminará canudos e mexedores plásticos de uso único em todas as localidades próprias e operadas em todo o mundo, totalizando uma redução de mais de 175 milhões de canudos e 13 milhões de misturadores por ano.

Além disso, anunciaram que, nos próximos anos, farão a transição das amenities descartáveis para recarregáveis ​, tanto nos quartos dos hotéis, como nos navios de cruzeiro, que servirão para reduzir os plásticos nos quartos em 80%. Estão ainda completando também o trabalho para eliminar copos de poliestireno em todos os nossos negócios proprietários e operados globalmente, como parte do nosso esforço de longo prazo para reduzir os plásticos descartáveis.

Cultura da diversidade

No ano passado, a Disney levou o Black Panther para as telas de cinema em todo o mundo. O desempenho recorde do filme (mais de US $ 1,3 bilhão) o colocou entre os 10 filmes de todos os tempos – tornando-se não apenas um fenômeno cultural, mas quebrando a antiga crença de que filmes enraizados em diversas culturas não poderiam se tornar blockbusters globais. O Black Panther é apenas o mais recente exemplo de como o foco estratégico em diversidade e inclusão na tela, atrás das câmeras e em todos os nossos segmentos de negócios gera inovação e excelentes resultados de negócios.

“Os consumidores se importam muito com a forma como operamos como empresa. Sempre nos empenhamos em promover locais de trabalho seguros, inclusivos e respeitosos, onde quer que os produtos da marca Disney sejam produzidos. Em setembro passado, anunciamos a mais recente rodada de investimentos por meio do nosso Programa de Investimentos na Cadeia de Suprimentos, com o objetivo de promover soluções escaláveis ​​que abordam questões trabalhistas sistêmicas nas cadeias de fornecimento globais. Desde 2012, a Disney investiu quase US$ 19 milhões em projetos inovadores em todo o mundo”, afirmou a VP no relatório.

E sobre o Cruzeiro Disney no outono de 2020

O “Halloween on the High Seas” retorna à Disney Cruise Line em setembro e outubro de 2020. Em cruzeiros selecionados em toda a frota, os visitantes vão aproveitar uma festa à fantasia, muito entretenimento animado, comidas e bebidas macabras, brincadeiras de doces ou travessuras, atividades infantis, uma festa de tema “vilões” apenas para adultos e uma experiência fantasmagórica no navio com decoração caprichada e uma árvore de abóbora mágica.

Do início de novembro até dezembro, a frota da Disney Cruise Line será adornada de proa à popa com muita alegria nos cruzeiros “Very Merrytime”. Aventuras de férias divertirão toda a família com festas, uma cerimônia de iluminação de árvores, atividades festivas, surpresas especiais de comida e bebida, personagens favoritos em seus trajes de férias, uma festa de inverno com Papai Noel e Mamãe Noel, e uma chuva de neve ao estilo Frozen.

As reservas serão abertas ao público em 13 de junho de 2019. Mais detalhes sobre os itinerários de 2020 podem ser encontrados na página “Ports and Itineraries for 2020” em disneycruise.com.

Navegando para Bermudas e Canadá saindo de Nova York

O Disney Magic retorna a Nova York em outubro com cruzeiros para Bermudas e Canadá, todos com Halloween em alto-mar. Três cruzeiros de cinco noites oferecem dois dias nas Bermudas, dando aos hóspedes tempo extra para aproveitar as famosas praias de areia rosa da ilha, muitas atividades aquáticas, lojas elegantes e uma mistura característica das culturas britânica e caribenha.

Um cruzeiro de cinco noites visitará as charmosas cidades portuárias do Canadá, incluindo Saint John, em New Brunswick, a cidade incorporada mais antiga do país, que abriga atividades ao ar livre e um fenômeno natural impressionante de corredeiras chamado “Reversing Falls Rapids”. Nesta viagem, visitantes também visitarão Halifax, a capital da província de Nova Escócia. Rica em história marítima, a Nova Escócia tem jardins públicos de estilo vitoriano e um dos maiores portos naturais do mundo.

Baixa Califórnia e Riviera Mexicana saindo da Califórnia

O Disney Wonder parte de San Diego em setembro com os cruzeiros “Halloween on the High Seas” até a Baixa Califórnia e a Riviera Mexicana. Os itinerários da Baixa Califórnia de duas, três, quatro e cinco noites destacam as famosas praias e atividades aquáticas da região, com ligações para Cabo San Lucas e Ensenada, no México. Um cruzeiro de sete noites na Riviera Mexicana com paradas adicionais em Mazatlán e Puerto Vallarta completa as viagens ao sul da Califórnia. Em 6 de novembro, o Disney Wonder parte de San Diego para uma travessia de 14 noites pelo Canal do Panamá.

Cruzeiros para Bahamas e Caribe saindo  do Texas       

Do final de novembro a dezembro, o Disney Wonder fará de Galveston, no Texas, a sua sede para os cruzeiros “Very Merrytime” no Caribe e nas Bahamas, com embarques de quatro, cinco, seis e sete noites. Os itinerários do Caribe incluem paradas em Costa Maya e Cozumel, no México, e na ilha de Grand Cayman. Os cruzeiros nas Bahamas param em Nassau, nas Bahamas e Key West, na Flórida, assim como na ilha particular da Disney, a Castaway Cay.

Férias em Ilhas Tropicais saindo da Flórida

No outono de 2020, o Disney Fantasy e o Disney Dream partirão para as Bahamas e o Caribe a partir de Port Canaveral, na Flórida. Os cruzeiros “Halloween on the High Seas” e “Very Merrytime” vão encantar os visitantes na maioria das viagens.

O Disney Fantasy navegará por itinerários caribenhos e bahamenses que variam de três a oito noites, e o Disney Dream navegará por cruzeiros nas Bahamas de três e quatro noites para Nassau, Bahamas e Castaway Cay. Cada um desses cruzeiros inclui um dia de diversão ao sol na Castaway Cay, a ilha particular da Disney, reservada exclusivamente para os hóspedes da Disney Cruise Line.

Para saber mais sobre a Disney Cruise Line ou reservar uma viagem, visite disneycruise.com, ligue para a Disney Cruise Line no número 888-325-2500 ou entre em contato com um agente de viagens.

Leia em Via Sustentável: Royal Caribbean deixará de usar canudos plásticos

Leia no Brasilturis: Princess Cruises quer 100 mil passageiros latinos até 2025

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here